terça-feira, 12 de junho de 2018

Antigo Engenho Marés em Bayeux, PB, é tombado pelo Patrimônio Histórico

Conjunto arquitetônico fica dentro de condomínio horizontal às margens da BR-230.
O conjunto arquitetônico do antigo engenho das Marés, localizado na cidade de Bayeux, às margens da BR-230, foi tombado pelo Conselho de Proteção dos Bens Históricos Culturais (Conpec). O tombamento foi aprovado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep) e publicado no Diário Oficial do Estado da Paraíba na terça-feira (5).
Ainda de acordo com a publicação, os prédios tombados estão inseridos na poligonal de preservação rigorosa. A recomendação da relatora do tombamento, a conselheira Nahya Maria Lyra Cajú, representante da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) quanto a ser assegurado o acesso de todos ao bem, como forma de promover a sua conservação.
Os prédios do antigo engenho pertencem a uma empresa privada e integram uma área onde foi construído um condomínio horizontal. A Alphaville Urbanismo, responsável pelo condomínio, esclareceu por meio de nota que o tombamento foi pedido pelos antigos proprietários da área de maneira voluntária em 2005, antes do acordo comercial para construção do residencial horizontal.
“A empresa ressalta que o Alphaville Paraíba foi planejado para coexistir de forma harmônica com o bem tombado. Por isso, adotou providências junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Iphaep no sentido de adotar os cuidados necessários para minimizar eventuais impactos sobre o espaço protegido”, informou a nota.
Ainda de acordo com a Alphaville Urbanismo, o projeto deve valorizar a visitação do público, em conformidade com regramento a ser definido pelo Iphan e Iphaep em parceria com os proprietários da área em consonância com a legislação vigente.
O registro oficial do tombamento foi definido no final do ano de 2017. Existe um planejamento para requalificação e restauração da área, fato que vai permitir a restauração do patrimônio arquitetônico protegido pelo tombamento.
“É possível afirmar que o empreendimento [o condomínio] não está situado na área delimitada do tombamento e que esse reconhecimento histórico não prejudicará a construção dos residenciais”, afirmou a Alphaville em nota.

















Conjunto arquitetônico do antigo Engenho Marés, na região da Grande João Pessoa, foi tombado pelo Iphaep (Foto: Construtora Civil/Divulgação)

















Prédios do antigo Engenho Marés passaram por revitalização (Foto: Construtora Civil/Divulgação)
















Antigo Engenho Marés integra área onde foi construído uma condomínio residencial horizontal (Foto: Reprodução/Construturacivil.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário